(51) 98038-3873
Segunda à Sexta: 8h às 17h30
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

11/08/2021

7 dicas para o estoque de sua loja de materiais de construção


 

7 dicas para o estoque de sua loja de materiais de construção

Fazer a gestão do estoque de uma loja de materiais de construção traz alguns desafios. Um deles é evitar algo bastante comum: o chamado furo no estoque de peças, acabamentos e principalmente revestimentos.

Por isso, manter o estoque organizado e ter o devido controle sobre ele é fundamental.

Neste post, vamos dar alguns conselhos para você lojista ter um bom controle de estoque em sua loja de materiais de construção sem passar por experiências negativas como vender um produto em falta – o que gera frustração no cliente e pode comprometer seriamente o sucesso da loja.

Confira 7 dicas que podem lhe ajudar a gerenciar melhor seu estoque!

Como melhorar o estoque em lojas de materiais de construção?

1- Evite ter controle de estoque apenas manual em sua loja

É importante ter tecnologia e cuidado na gestão, evitando fazer tudo manualmente. Registros manuais podem sofrer danos, perdas, roubo e têm maior índice de erros. Cadernos também podem molhar, rasgar e se deteriorar.

Se você costuma usar anotações sobre seu estoque somente em folhas soltas, considere mudar esse hábito. É possível utilizar uma planilha bem elaborada ou, se houver condições, ter um software que ajude a fazer todo o controle de estoque informatizado.

Não confie só na memória. Ao trabalhar com planilhas ou softwares especializados, fica mais fácil fazer consultas, verificar quantidade, modelos de peças e fazer conferências.

Dessa forma, é mais seguro entender como as finanças batem, facilitando o controle do que entra e sai, bem como analisar se há quantidade extra e suficiente na hora de um pedido.

2- Confira sempre o estoque permanente e o periódico

Há diferença entre o que é estoque permanente, referente às mercadorias do dia a dia com saída constante e que é atualizado em tempo real, e o estoque periódico, referente às mercadorias com volume menor de saída e que é conferido de tempos em tempos para evitar que acabe.

Nesse caso, não são necessariamente as diferenças entre os produtos que você vende em sua loja de materiais de construção que vão definir o que é um ou outro, mas sim a frequência com que você faz esses levantamentos.

Por isso, tenha em mente dois momentos: a baixa que você dá no momento da venda, tendo anotadas as quantidades que ainda restam no estoque físico, e depois a conferência do estoque em si para ver se os dados estão de acordo.

A conferência do estoque da sua loja de materiais de construção dever ser feita regularmente.

3- Organize-se com as entregas

Com um controle via computador, por planilha ou software, você registra os pedidos, organiza as datas para separá-los e programa melhor as entregas.

Isso ajuda também a saber as quantidades que saem, o que mais tem demanda e o que é necessário repor.

Também é importante dar atenção à equipe responsável pelas entregas. Ela deve ser bem instruída, orientada e treinada para seguir todas as orientações dos pedidos.

4- Esteja sempre de olho nas quantidades

Não espere a mercadoria estar acabando para pedir sua reposição.

Procure sempre olhar seu estoque e planejá-lo tendo em vista a previsão de demanda, segundo os produtos que mais costumam sair. Visite seu estoque regularmente e confira cada item.

Você pode fazer isso semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente. Também é válido ter relatórios que facilitem a visualização e o controle. Isso otimiza o atendimento e as reservas, tornando mais ágil, eficaz e confiável dar informações ao público.

5- Otimize sua gestão de compras

Em seguida, entra também a otimização da gestão de compras. Ela influencia diretamente o controle de estoque de lojas de materiais de construção.

Se você sabe que determinado produto está com procura mais alta, pesquise previamente a disponibilidade dele junto aos fornecedores, pois a concorrência também pode demandar bastante.

De modo semelhante, procure fazer sondagem de preço e comparar condições, esteja em busca da melhor oportunidade. Fazendo tudo com antecedência e tendo boa noção das quantidades necessárias, você pode negociar descontos.

6- Cuidado com mercadorias em excesso

Quase estando por fim, mas nem por isso sendo não menos importante, às vezes, as pessoas se preocupam muito em não deixar faltar material na loja de construção, mas determinados produtos em excesso também podem ser um problema.

Se não houver vazão, alguns itens podem vencer, como argamassas ou tintas, e isso pode ser um prejuízo para a loja. Já pensou vender uma mercadoria e, na hora de separar o pedido, notar que ela está vencida ou danificada?

Por isso, procure sempre trabalhar com previsibilidade de demanda, o que você consegue por meio do acompanhamento assíduo da entrada e saída de materiais.

7- Acompanhe tendências e entenda os clientes

Por último, sempre procure ouvir seus clientes e compreender as tendências de seu setor. Certos materiais como pisos e azulejos podem sair de moda, ficar obsoletos, trocar de linha e assim por diante.

Uma grande quantidade adquirida ocupa também espaço e pode impedir que se renove os produtos e armazene os que realmente têm mais saída e continuam em alta.

Além disso, estoque que não tem mais procura pode quebrar e dificultar a logística do que é necessário.

Portanto, o ideal é ter um controle sob medida. Uma boa dica para isso pode ser conversar com o público. Procure ver quais produtos os clientes sentem falta e como trazer para a loja os que eles mais querem.                                                         

Fonte: Blog WEG Tomadas & Interruptores