(51) 98038-3873
Segunda à Sexta: 8h às 17h30
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

12/08/2021

Grandes nomes da arquitetura: a história de Frank Lloyd Wright


 

Grandes nomes da arquitetura: a história de Frank Lloyd Wright

Frank Lloyd Wright, segundo o American Institute of Architects, foi considerado o maior arquiteto americano de todos os tempos. Nascido em 1867, continua a inspirar arquitetos, urbanistas e engenheiros de todos os tempos. Era um gênio solitário e exigente em todos os detalhes de seus projetos.

O arquiteto possui mais de 500 projetos construídos e tornou-se um importante representante da arquitetura orgânica. Por isso, mesmo décadas após seu falecimento, continua sendo relevante e inspirador no cenário da arquitetura.

Neste artigo, que faz parte da série Grandes nomes da arquitetura, você vai saber um pouco mais sobre a história de Frank Lloyd Wright e entender por que suas obras jamais foram esquecidas.

Conheça a história de Frank Lloyd Wright

Nascido em 6 de agosto de 1867 no estado do Wisconsin, Frank Lloyd Wright estudou engenharia em seu estado natal, mas decidiu abandonar o curso antes de se formar. Dessa forma, entre 1885 e 1887, trabalhou em Chicago em um escritório de arquitetura conceituado.

De 1888 até 1893, trabalhou para outro escritório, o Adler & Sullivan, no qual teve papel de destaque. Depois passou a dedicar-se aos seus próprios projetos, que incluíam principalmente residências que são referências até os dias de hoje.

Dedicou-se aos projetos “Prairie Houses”, que continham o revolucionário estilo de planta aberta, suas construções praticamente não tinham paredes. Mas foi a partir dos anos 20 que Frank Lloyd Wright se estabeleceu com sua arquitetura orgânica.

Principais obras

Frank Lloyd Wright possui mais de 500 projetos construídos ao redor do mundo que seguem as características de sua arquitetura orgânica. Para ele, uma casa deve ser projetada em harmonia com o ambiente em que ela está, como algo tão natural quanto uma árvore.

O arquitetonão se rotulava nem se restringia a uma única escola. Por isso, tem em seu repertório um espectro vasto de estilos. A atemporalidade de suas obras continuam revelando a potência de suas ideias.

Veja alguns de seus principais projetos:

Casa da Cascata

Se você gosta de arquitetura, talvez tenha ouvido falar da Casa da Cascata. É uma das obras mais conhecidas e marcantes do arquiteto, já que mostra a essência de seu trabalho. Nessa obra, Frank Lloyd Wright fez arte mesclando natureza e sua construção: o exterior e o interior pareciam o alongamento um do outro.

Hollyhock House

A Hollyhock House no bairro East Hollywood em Los Angeles foi projetada originalmente como uma residência para a herdeira do petróleo Aline Barnsdall.

Ennis House

A Ennis House é uma residência no bairro Los Feliz em Los Angeles. A casa foi projetada para Charles e Mabel Ennis em 1923 e foi construída em 1924.

Beth Sholom Synagogue

A Beth Sholon Synagogue é uma sinagoga conservadora localizada na Filadélfia.

Unity Temple

A Unity Temple é uma igreja Unitária Universalista e a casa da Congregação Unitária Universalista Unitária Temple localizada em Illinois. Foi projetada pelo arquiteto e construída entre 1905 e 1908.

Turkel House

A Turkel House é uma residência particular localizada no centro-norte de Detroit, Michigan. Foi desenhada e concluída em 1956.

Graycliff

É uma grandiosa residência construída em frente ao lago Ontário e foi projetada para um casal de milionários.

Taliesin West

Entre 1937 e 1959, foi a casa e a escola de inverno do arquiteto. Hoje é sede da Escola de Arquitetura de Taliesin e hospeda também a Fundação Frank Lloyd Wright.

Os ensinamentos de Frank Lloyd Wright para a arquitetura

Frank Lloyd Wright, além de um arquiteto fascinante, era artista, pois sabia manter o equilíbrio entre a tradição, a funcionalidade e a beleza de suas obras sem jamais se esquecer da inovação.

O arquiteto pregava que sua arquitetura deveria pertencer ao ambiente em que seria construída. Sendo assim, suas obras estão em harmonia com a passagem, sem nunca a ferir, mas sim deixando-a mais bonita do que já era antes.

Suas linhas orgânicas se encaixam com maestria à natureza. Por isso, ainda hoje, suas ideias são consideradas bases para conceitos de arquitetura.


Fonte: Blog WEG Tomadas & Interruptores