(51) 98038-3873
Horário de Atendimento (via telefone e WhatsApp)
Seg à Sex: 8h às 17h30
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

07/10/2020

6 ERROS PARA EVITAR NO PROJETO ELÉTRICO DA SUA CASA

 

erros-do-projeto-eletrico-1

O projeto elétrico é um dos itens mais importantes ao construir ou reformar uma casa. Quando não se dá a devida atenção, muitos projetos apresentam problemas e falhas que podem acarretar graves consequências aos moradores da residência e até aos vizinhos.

Erros na parte elétrica podem aumentar o risco de acidentes, prejudicar o bom funcionamento da casa e gerar gastos com reparos e manutenção, causar incêndios, dentre outros prejuízos.

Para que isso não aconteça com você, jamais deixe de dar a devida importância ao projeto elétrico do seu imóvel. Neste artigo, separamos 6 erros que você deve evitar ao planejar as instalações, para garantir segurança e praticidade na sua casa. Veja!

 

1. Não pensar na altura das tomadas e demais componentes

 

A altura correta de tomadas e interruptores faz total diferença na vida do morador. Afinal, atualmente somos dependentes de energia. Outros componentes elétricos, como quadros de distribuição, passagem de cabos e demais equipamentos, também devem ser devidamente localizados.

Um erro nessa etapa pode comprometer a praticidade, o conforto e até o funcionamento de aspectos básicos do dia a dia. Por isso, o projeto elétrico precisa ser funcional e estar alinhado com as necessidades dos moradores.

 

2. Não considerar as necessidades do imóvel em relação às cargas elétricas

 

Cometer esse erro no projeto elétrico pode não apenas gerar dificuldades no cotidiano do morador como problemas mais sérios na parte elétrica da casa. Para evitar que isso ocorra, é fundamental planejar as cargas elétricas da instalação, tais como ar-condicionado, chuveiros, iluminação e eletrodomésticos.

Além disso, também é preciso dimensionar a instalação de acordo com as normas da ABNT. Para isso, deve-se considerar, por exemplo, o número de condutores, número e capacidade de disjuntores e demais dispositivos de proteção elétrica como os DRs.

Lembre-se também de que não é recomendável realocar cargas na instalação sem o suporte de um profissional especialista.

erros-do-projeto-eletrico-2

 

3. Não contratar um profissional qualificado

 

Para aplicar um projeto elétrico de qualidade, é preciso atender às normas da ABNT NBR 5410. Além disso, o projeto deve conter informações como plantas baixas, memorial de cálculo e memorial descritivo.

Para garantir todos os requisitos técnicos, é fundamental contratar um profissional especializado e qualificado. Engenheiro eletricista, engenheiro civil e arquiteto são os profissionais mais capacitados para a elaboração do projeto elétrico. Cada um destes profissionais está habilitado a elaborar tipos específicos de projetos elétricos.

Além de exigir um profissional habilitado, é recomendável que você tenha noção do passo a passo de um projeto elétrico. Assim, você pode acompanhar a obra da sua casa ou a reforma, garantindo o cumprimento de todas as obrigações.

 

4. Utilizar materiais elétricos inadequados

 

Outro erro em projeto elétrico é não investir em materiais adequados e de qualidade. Se a instalação estiver incorreta ou se o produto não for bom, pode ocorrer um fenômeno chamado fuga de corrente. Com isso, os pontos de contato direto ou indireto podem causar choque elétrico e incêndios.

erros-do-projeto-eletrico-3

Portanto, cuidado na hora de economizar nos produtos! Na aquisição de materiais elétricos, é fundamental garantir aqueles que oferecem qualidade, vida útil longa, segurança e que sejam certificados pelo INMETRO.

Lembre-se também de que a norma da ABNT exige o uso do dispositivo DR (diferencial residual) para evitar choques elétricos.

 

5. Gerar sobrecarga na instalação elétrica

 

A sobrecarga dos aparelhos elétricos conectados à tomada pode gerar graves impactos. Isso acontece porque o equipamento pode consumir uma corrente de energia maior do que deveria. Além disso, o dimensionamento do disjuntor e do condutor pode estar incorreto.

Tomadas em quantidade escassa em relação à necessidade dos moradores também podem levar ao uso excessivo de réguas e benjamins. Assim, o alto número de aparelhos conectados a um mesmo ponto pode gerar um superaquecimento.

Tudo isso pode acarretar problemas, como faísca, curto-circuito, choques, incêndios ou outros acidentes, além de estragar ou queimar os aparelhos eletrônicos.

 

6. Não fazer o aterramento

 

Outro erro é deixar de fazer o aterramento, um procedimento que evita a ocorrência de choques. Com ele, a descarga elétrica é conduzida corretamente pela instalação elétrica até se dissipar no solo.

Além disso, instalar o fio terra nos circuitos elétricos é importante também para impedir que os equipamentos eletrônicos sejam sobrecarregados e, consequentemente, queimem.

Como você viu, é fundamental acompanhar o projeto elétrico da sua casa para evitar erros e graves problemas no futuro. Certifique-se de cumprir todas as obrigações e garantir todos os itens necessários. 

Fonte: WEG Blog Tomadas & Interruptores